São João em Caruaru

Sempre tive curiosidade para saber como são as festas de São João em Caruaru. Não cheguei a ir na data do São João que é daqui a dois dias, mas fui alguns finais de semana antes. Tem shows todos os finais de semana de junho, veja a programação oficial deste ano aqui.

Como chegar

A primeira pergunta é como chegar em Caruaru? Como o aeroporto está inoperante, o jeito é ir de ônibus ou alugar um carro. Nós escolhemos ir de ônibus. A passagem custa entre R$25-30 cada trecho. As empresas que fazem o percurso são a Progresso e a Caruaruense. As duas empresas tem ônibus bons, executivos, mesmos preços, mesmos horários e ônibus convencionais e executivos. Utilizamos apenas a Caruaruense para ir e voltar. Não posso afirmar que tudo seja exatamente igual na Progresso, foi apenas observação nas rodoviárias e perguntas nos guichês.

Outra coisa que não sei se é igual, mas na Caruaruense um funcionário do Rei das Coxinhas entra no ônibus com um isopor com coxinhas recém fritas. É impossível resistir com aquele cheiro espalhado no ônibus. Tem coxinha de frango por R$5 e frango com catupiry por R$6.

Onde ficar

Ficamos no WA Hotel que fica no Shopping Caruaru. Tudo muito novo e moderno tanto o shopping quanto o hotel. Não achei muitos hotéis perto da festa e também não tinha certeza se eram bons lugares para ficar. O trânsito fica bem complicado nos arredores do polo principal.

O quarto é bom, o wifi funciona direitinho, não tem cobertor e nem secador de cabelo no quarto. O secador pode ser solicitado à recepção, já cobertor não tem mesmo. Eu não precisei, mas a minha amiga queria e não tinha. O café da manhã é muito bom! Não sei se tem sempre, mas tinha uma mesa de doces típicos de festa junina e também um trio tocando músicas locais.

O que fazer

Como passamos o dia em Recife e Olinda, chegamos tarde em Caruaru, para pegar só a festa noturna mesmo no polo principal. Este ano foram 17 polos com mais de 400 apresentações. Acho que a gente podia ter estudado um pouco melhor antes de ir.

Fomos no Parque de Eventos Luiz Gonzaga que abriga o Pátio do Forró e o Polo do Forró do Candeeiro. O que vimos foram shows e quase ninguém dançando forró. Quando eram 22h já tinha muita gente bêbada, é possível entrar com isopor e bebidas, além de ser tudo muito barato por lá também. Tomei um drink com suco de cajá e rum por R$5, era enorme e tinha 3 doses de rum neste copo.

As comidas também era bem baratas, mas não tinha nada típico das festas juninas que estávamos acostumadas aqui no sul e sudeste. Tinha tapioca, espetinho, crepe e caldinhos. Tudo variando de R$5 a R$7.

O lado bom foi que assisti a um show do Bell Marques (ex-Chiclete – que eu adoro) de graça, comendo e bebendo e gastando muito pouco para isso. Também conheci o tal Gabriel Diniz que fez o show primeiro show da noite e empolgou mais o público do que o Bell. Mas não dançamos nada de forró ou afins. E vimos muitas brigas, inclusive de mulheres. A polícia estava por perto em duas delas e ajudou a acalmar os ânimos.

Dicas e informações gerais
  • Taxi é muito caro!! Como chegamos na rodoviária e no nosso hotel também tinha ponto de táxi, só andamos com eles… Uma corrida de 10 minutos em bandeira 2 do hotel para a rodoviária custou R$50. Até o forró foi menos, uns 20 e poucos reais. A boa notícia é que tem Uber em Caruaru.
  • Um motorista disse que se a gente quisesse festas menores mais regionais era para ir ao Alto do Moura. Outra opção seria o forró pé de serra em Serra Negra no distrito de Bezerros, é mais durante o dia das 15h as 22h. O Alto do Moura está na programação no site do São João de Caruaru.
  • Para compras tem o Mercado de Caruaru para comprar artesanato de barro típico.
Veja também

 

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *