Roteiro de Córdoba

Córdoba é muito bonitinha e fica perto de Madri, umas 2 a 3 horas de trem. Por isso, muita gente opta por um bate-volta, de lá ou de Sevilha também. Programei 2 noites por lá porque vi que tinha algumas coisas para fazer na próxima cidade e nas redondezas. Achei tudo muito bonitinho, limpinho e organizado. Do jeito que eu gosto.

 

Ponte Nova

Ponte Nova em Córdoba

Como Cheguei

Cheguei em Madri, vindo do Brasil no vôo da AirChina que já contei neste post aqui. De lá peguei o ônibus do aeroporto, Linea Exprés Aeropuerto, para a Estação de Atocha, de onde partem os trens para Córdoba. Foi o único trem que não comprei com antecedência porque não tinha certeza do horário que conseguiria chegar na estação, foi bem carinho, em torno de 60 euros. Peguei o trem rápido que levou 2h25. Da estação de trem de Córdoba falei com o pessoal da informação turística, peguei um mapa em papel e confirmei que o jeito mais fácil de ir para o hotel era a pé mesmo, cerca de 1 km.

Onde fiquei

Fiquei no NH Califa, peguei uma promoção super boa para o mês de agosto, 30 euros a diária! Reservei pelo Booking que tem parceria com o blog. Achei o hotel bem localizado, tanto para ir e voltar a pé para a estação de trem, quanto para visitar as atrações da cidade e a Medina que fica afastada, mas cujo ônibus sai de perto do hotel. Não experimentei o café da manhã, mas custava 7 euros numa promoção, o preço normal era 13 euros! O sinal do wifi era bom, mas com limitação de dados, a senha era por 24h e dava direito a 100MB de dados, com o tanto de foto que eu postava, a cota sempre acabava antes e eu ficava o resto da noite sem internet. O quarto e o banheiro eram muito bons.

 

 

A rua em frente ao hotel é o caminho para a Judería

 

 

 

 

O que fiz
(clique no dia para abrir o post específico)

1º Dia

Cheguei pelas 14h, mas como era verão deu para passear bastante. Mesquita-Catedral e no Alcazar de los Reyes Cristianos.

 

Mesquita – Catedral

2º Dia
Medina Alzahara

O que comi

Experimentei o salmorejo cordobés (sopa fria de pão, tomate, azeite e alho) tradicional e não gostei muito, parecia um pão velho meio ácido. Dei mais uma chance e fui na Salmoreteca que fica no Mercado Victoria (perto do hotel também), e provei mais umas misturas que o atendente recomendou, aprovei! Engraçado que adoro todos os ingredientes do salmorejo tradicional e não gostei. Provei um com beterraba (que não gosto), anchova (que não gosto), sementes de girassol e cinzas vegetais (estranho) e gostei! Confere nas fotos abaixo mais umas comidinhas…

 

Jamón que não pode faltar!!

 

Sanduíche que pedi de uma tele-entrega que entregava no hotel

 

Café da manhã perto do hotel

 

Entrada de um menu: surtidos ibéricos

 

Primeiro prato do mesmo menu anterior: salmorejo

 

Tortilla de oveja extremadura: queijo derretido para comer com torradas

 

Manolitos: linguiça, jamón e frango. 3 por 4 euros

 

Caña de Cruzcampo: 1,20 euros

 

Tinto de verano e salmorejo de beterraba (remolacha) com as cinzas vegetais por cima.

Dicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *