Santos e São Vicente

Ia deixar para escrever sobre a cidade onde moro quando já não tivesse mais criatividade ou assunto de viagem. Assim como de Porto Alegre, cidade onde nasci e fui criada, acho difícil falar de Santos. Não se costuma fazer “turismo” na cidade onde se vive. Assim, não tenho muitas fotos, mas dicas não faltam. Semana passada chegaram alguns colegas de trabalho para passar 3 meses aqui e resolvi fazer um mapa com lugares para eles saírem para comer e beber. Então acho que é bom disponibilizar aqui.

São Vicente vista do Teleférico
Como Chegar
O aeroporto mais próximo é Congonhas, de lá é possível chegar em Santos de algumas formas:
– alugando um carro;
– pegando um taxi direto para Santos ($$$$$);
– pegando um taxi até o Terminal de Jabaquara e de lá pegando um ônibus até Santos. As companhias são: Cometa, Ultra e Rápida.
– pegar um ônibus Translitoral em Congonhas. Vai direto para Santos e a passagem deve ser comprada previamente no site. Esses ônibus também passam em Guarulhos, se a passagem por lá estiver muito mais barata que por Congonhas vale a pena.
– pegar ônibus das mesas empresas que fazem o trajeto da rodoviária, porém em Congonhas. Atualmente é a minha opção preferida, pois a passagem pode ser comprada na hora em um guichê no aeroporto. Veja os horários e preços aqui no site deles.
Onde ficar
Conheci dois hotéis quando me mudei para cá e foram pagos pela empresa,  então não sei de hotéis com boas tarifas.
Flat Gonzaga: bem simples, tem cozinha e café da manhã. Bem localizado.
Mendes Panorama: bem simples também, é colado no Mendes Plaza que dizem ser melhor. Boa localização e bom café da manhã.
O que fazer
Sugiro alguns passeios:
Linha Conheça Santos: é um ônibus que circula por vários pontos turísticos, é possível descer, conhecer o lugar e depois pegar o próximo ônibus para continuar o passeio. Desses pontos acho interessante descer no Aquário, no Mont Serrat, na Bolsa do Café e no Orquidário. Mais informações no site Viva Santos.
Passeio de escuna: é legal para conhecer o porto e ver os prédios tortos da cidade de longe.
Mirante na Ilha Porchat: é o monumento dos 500 anos, projetado por Oscar Niemeyer, tem uma vista bonita de Santos e São Vicente.
Teleférico: na praia do Itararé em São Vicente.
Igreja do Embaré
Prédios Tortos vistos da escuna
Navio visto da escuna
Monumento nos Jardins da Praia
Monumento nos Jardins da Praia
Monumento nos Jardins da Praia
Teleférico (no fundo é a Ilha Porchat)
Teleférico (ele sobe o morro onde se salta de paraglider)
Chegada do Teleférico
O que comer

Aqui nesse mapa aparecem os lugares onde costumamos sair para comer/beber. Existem outros que não estão nesse mapa, mas quis facilitar para quem fica nessa região mais “central”, ou digamos, perto da minha casa.
Minhas sugestões em cada lugar, os links estão no mapa.
  • Armazém 29 – Filé do Shrek – porção de filé mignon a milanesa enrolado recheado com queijo, molho de mostarda com alcaparras a parte. Fatia de cuscuz, pratos com peixes e camarões também é um boa pedida.
  • Barão do Gonzaga – pratos com filé mignon
  • Bar do Heinz – joelho de porco
  • Beduíno – buffet a quilo de comida árabe e beirutes
  • Bodegaia – carne seca na telha com mandioca cozida
  • Botequim Mauá – feijoada light (sem carnes não identificadas de porco)
  • Creperia da praia – crepes com saladinha
  • Dusk Lounge and Bar – cervejas importadas
  • Empanadas Tucumanas – empanadas
  • Esquina da Esfiha – esfihas abertas e fechadas
  • Esquina do Bacalhau – bolinho de bacalhau e pastéis
  • Guadalupe – comida mexicana, gosto muito do Combinado los 3 amigos
  • Hamburgueria Santista – hambúrgueres com nomes temáticos dos canais de Santos
  • HP Geek Bar and Burguers – hambúrgueres e jogos, video games, noites temáticas
  • Pastel do Trevo – franquia do pastel gigante do trevo de Bertioga
  • Paulistânia Café – Filé do Shrek – porção de filé mignon a milanesa enrolado, molho de mostarda com alcaparras a parte. Fatia de cuscuz, pratos com peixes e camarões também é um boa pedida.
  • Puerto de Palos – carnes com cortes argentinos
  • Santos Chopp – Brahma Black e filé mignon a moda da casa
O que comprar

É bom de fazer compras nas lojinhas do Gonzaga.

Atualização: recebi um comentário um pouco mal educado, por isso recusei, mas ele tinha razão em dizer que estava dando todos os “louros” para Santos. Então alterei o título para Santos e São Vicente. Desculpem os deslizes geográficos. Caso alguém perceba mais alguma coisa, neste ou em outro artigo, por favor avise. Mas com educação, eu não tenho interesse nenhum em “menosprezar” qualquer localidade.

5 comentários

  • Gostaria de saber mais detalhes de são vicente,, estou querendo fazer um bate e volta,, mas a minha duvida tem lugar para banho (chuveiro e banheiro) proximo da praia pra os turistas….

  • Cláudia,
    Como pude esquecer dos cruzeiros?!
    Eu também já fiz um e foi ótimo! E recebo visitas dos amigos distantes exatamente por causa dos cruzeiros!
    Você tem razão quanto a Santos, vim para cá por causa do trabalho, tive algumas poucas opções e pensei no seguinte: para trocar Porto Alegre só se for por uma praia (que é o que falta lá), Santos ainda é uma cidade segura comparada com minhas outras opções e está bem perto de São Paulo (ou seja tem qualquer coisa que desejar a 80km). Mas dá uma saudade do friozinho do Sul!!
    Obrigada pela visita!
    Bj

  • Carolmay!
    EStive em Santos no mês passado para fazer um cruzeiro. E…todos eles partem daí. Se não todos – a maioria. Santos é uma cidade ótima para morar, pois fica perto de São Paulo, mas é bem mais sossegada. Tem boa qualidade de vida. Gostei de saber que vc é minha conterrânea. Somos gaúchas.
    Bj
    Claudia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *