El Chaltén – 3º Dia – Trekking Glaciar Viedma

Estava muito ansiosa por este dia! Como seria andar em cima de uma geleira? Imagina só caminhar no gelo!! Reservei este passeio com a Patagonia Aventura que é a única empresa com licença para esta atividade.

 

Trekking Glaciar Viedma
Glaciar Viedma

Primeiro é necessário ir de ônibus até um pier e então pegar um barco até o Glaciar Viedma. A navegação pelo Lago Viedma também é um bom passeio, a cor do lago é belíssima. Existem alguns tipos de passeio:
– Viedma Light – apenas a navegação para ver o Glaciar
– Viedma Ice Trek – caminhada sobre o gelo, que foi o que eu fiz
– Viedma Pro – caminhada e escalada, fiquei com medo deste

 

Achei até o ônibus lindo customizado com o Glaciar

 

Pier de saída dos barcos para o Glaciar Viedma
O vento que vem do glaciar é geladíssimo, mesmo assim fiquei em cima do barco para tentar fazer umas fotos boas. Por vezes pensava que eu e a câmera íamos sair voando e outras achava que ia congelar!
Pegando um vento geladíssimo para tentar ver o glaciar

 

Eis que ele aparece

 

Alguns icebergs no caminho

 

Tem paisagens mais inspiradoras que estas?

 

O contraste das cores

 

Extremidade direita da geleira

 

Extremidade esquerda da geleira, é onde vamos subir

 

Dividiram as pessoas do barco em grupos: inglês, espanhol e escaladores. Fiquei no grupo com guia em espanhol. Para não ficar muita gente ao mesmo tempo colocando os grampões, eles param em lugares e momentos diferentes com cada grupo. Achei bem organizado.
A primeira parte é uma caminhada por estas rochas, como na foto abaixo. Cansa bastante porque é só subida, mas tinham pessoas de todas as idades e pesos, então não desanime! Eles esperam! Sempre tem uns 3 guias espalhados pelo grupo ajudando o pessoal nas partes mais difíceis.
Grupo de escaladores na nossa frente

 

Estas rochas que temos que passar estavam cobertas por gelo há alguns anos atrás, pois o glaciar está recuando. O único glaciar que não está sofrendo este processo de “encolhimento” é o Perito Moreno.

 

Parada para explicações sobre estas rochas

A passagem das pedras para o gelo tem uma “ponte” improvisada.

Saindo da pedra e subindo na geleira

 

Os guias ajudam na colocação dos grampões

 

Minha bota e meus grampões

 

Antes de sair caminhando, os guias explicam como se faz para caminhar com os grampões, como manter o equilíbrio nas partes inclinadas, subir, descer, andar de lado, etc. Bem facinho! Eu gravei tudo com a GoPro, mas ainda preciso aprender a editar, tenho 2h de vídeo em HD!!!
Vamos andando, subindo, descendo, passando por fissuras, espiando em algumas. Os guias explicam tudo, fazem degraus no gelo, nos seguram para a gente poder espiar e tirar fotos das fissuras e grutas. Adorei mesmo! Sinto que nasci para andar no gelo. #aloka

 

Fila para espiar as fissuras

 

Olha laaaaá embaixo, pode ter até 60m de profundidade

 

Esta nós pulamos!! Parei no meio para tirar foto.

 

Fiquei com uma vontadinha de fazer a escalada no gelo… Quem sabe numa próxima oportunidade…
Pessoal que vai para escalada (Ice Climbing ou Viedma Pro)

 

Não dá para perceber na foto, mas o vento que vem dos Andes é de derrubar a criatura. Os guias recomendam que quando as rajadas estão muito forte é melhor se agachar. Depois do trekking na Laguna Torre eu já estava acostumada com o vento patagônico e nem me apavorava mais, só via meus parceiros de ice trekking gritando e se agachando. 😉

 

Eu e a imensidão de gelo

 

Dentro das grutas

 

Esta é uma outra gruta, muito linda!

 

Apesar de durar quase 2h, parece que o tempo passa voando e a caminhada no gelo chega ao fim. Tem uma pausa para almoço antes da chegada do barco que levará de volta a outra margem. Não esqueça de levar um sanduíche! Eu levei uma garrafinha de água durante todo o percurso e reabasteci nos córregos no meio do gelo. As mochilas ficam nas pedras para não precisarmos carregar peso.

 

Tchau Glaciar Viedma!

 

Nuvens malucas de Chaltén
Nem dá para ficar triste com o fim do passeio quando se tem paisagens como as abaixo no retorno à cidade!
Não canso de olhar estas paisagens!!

 

O motora até parou para a gente descer e tirar foto!

Faz parte dos roteiros:

Veja também:

6 comentários

  • Oi Carol,

    Planejei a viagem que farei em dezembro para a Patagonia. No entanto, sobre o Glaciar Viedma, tenho encontrado muitas reclamações sobre o serviço prestado pela Patagonia Aventura e não há outra empresa que faça esse passeio. Vi as reclamações principalmente no TripAdvisor. Voce teve algum problema? E, outra coisa, lembra se eles aceitam cartões de crédito? Abraços.

    • Oi Luciano,
      Não tive nenhum problema, a equipe que fez o trekking comigo era bem simpática. Mas agora que você falou, lembro que uma das pessoas que conversei no barco para falar que eu ia usar a GoPro e filmar todo o passeio, me pareceu meio ríspida. Só que não me abalo com estas coisas e os guias mesmo eram bem divertidos. Eles tem que ser muito cuidadosos, pois é um passeio de risco e sempre tem pessoas sem noção que não querem seguir o grupo, ou que se distraem tirando fotos e ficam para trás. Imagina se alguém cai em uma fenda no gelo? É muita responsabilidade…

    • Obrigado Carol!

      Acho que vamos fazer o passeio mesmo!
      Antes faremos o trekking no Perito Moreno, mas pelas fotos e relatos dos viajantes, tenho a impressão de que são experiências diferentes.

      Abraços

    • Luciano,
      Só um palpite, se você já vai fazer o trekking no Perito Moreno, por que não aproveita para fazer algo diferente em El Chaltén. Você está programando os trekkings à Laguna de Los Tres, Laguna Torre ou algum outro? Eu fiz tudo, mas tinha bastante tempo e queria comparar. Não me arrependo, mas se tivesse que escolher o que fazer em El Chaltén, faria os trekkings às Lagunas (no caso de já ter feito algum trekking no gelo, que é imperdível, muito legal!).

  • Oi, Carol. Tudo bem?

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia Paulista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *