Férias na Patagonia Argentina

Como eu fiz da última vez, vou abrir minhas férias para sugestões. O destino já foi escolhido e as passagens já foram compradas. Sairei de Porto Alegre para Ushuaia com conexão (pernoite) em Buenos Aires, volto de El Calafate para Porto Alegre também com conexão (pernoite) em Buenos Aires.
Por que comprei passagens de Porto Alegre?

Porque meus pais moram lá e a promoção da Aerolineas era Porto Alegre – Río Gallegos por US$379. No mesmo final de semana tinha promoção da Gol com trechos por R$65 para várias cidades do Brasil. Assim, comprei ida e volta da Gol: SAO-POA por R$65 cada trecho (ida por GRU e volta por CGH). Vejo meus pais no início e no final da viagem.
Por que comprei passagens para Ushuaia e El Calafate se a promoção era para Río Gallegos?

Na hora de comprar os trechos no site da Aerolineas, resolvi pesquisar qual seria a diferença de tarifa para Ushuaia ou El Calafate e não havia! E não precisava ser ida e volta pelo mesmo aeroporto. Escolhi ida para Ushuaia e volta por El Calafate porque estes trechos não tinham conexões além de Buenos Aires (os inversos tinham opções com conexão em Bariloche) e esta conexão era no Aeroparque, não em Ezeiza. Chegando por um e saindo por outro economizo um trecho de ônibus.
Ao revirar o site da Aerolineas Argentinas, descobri um passe novo, bem legal. É o VISITE ARGENTINA. Muito bom e extremamente econômico. Por um preço fixo, você pode fazer de 3 a 12 trechos dentro da Argentina, é dividido em duas regiões Norte y Centro e Patagonia. Se a passagem internacional for da Aerolineas é mais barato, mas também pode ser comprado caso você chegue com outra companhia aérea. Eu poderia chegar em Buenos Aires com milhas e utilizar o passe de US$200 (Patagonia) para fazer os trechos internos, podendo encaixar Bariloche no roteiro sem perda de tempo de ônibus.
Por que eu não comprei este passe?

Porque eu ainda estou morrendo de medo do Vulcão Puyehue! Lembram do perrengue em Bahia Blanca? O risco de perder as férias na Espanha? Googlei o assunto, vi o twitter da Aerolineas e preferi não arriscar. Ainda existem atrasos e aeroportos fecham temporariamente por causa das cinzas. Conversei com o @cariocaemfuga que estava lá por estes dias e ele disse que ficou menos tempo que pretendia em Bariloche porque a cinza ainda incomoda. A economia seria grande, mas acho que a tensão de enroscar as férias não valia a pena. Confesso que me pego pensando em pedir reembolso dos outros trechos e comprar este passe, mas não…
Agora é hora de decidir quanto tempo em cada lugar. Minha idéia inicial era: Ushuaia – Puerto Madryn – Bariloche – El Calafate. Tenho 17 dias, de avião seria bem viável, ficaria alguns dias em cada uma, curtiria o que tem para ser feito no verão e pronto. Porém, de ônibus acho que fica muito corrido, as distâncias são muito grandes. Assim, estou pensando em fazer apenas Ushuaia – El Chalten – El Calafate. Posso aproveitar calmamente cada lugar, tentar vários dos trekkings que tem em cada cidade e nos arredores. Já dei uma olhada no meu Guia O Viajante Argentina e tem bastante coisa. Se o dia não estiver bonito, não perco “a única chance” de ver alguma paisagem específica. Ou seja, uma viagem mais slow como foi a viagem para Espanha.
E aí, quer dar pitaco? Quantos dias em cada lugar? Tem alguma dica ou post sobre estes destinos? Tem algum passeio que é furada? Alguma sugestão de passeio imperdível que só tem no verão? Algum outro lugar por perto que valha a pena (já fui para Punta Arenas, Puerto Natales e Torres del Paine)? É só deixar as sugestões na caixa de comentários, falta um pouco mais de 1 mês para a viagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *