Mendoza – 2º Dia – Aconcágua

No segundo dia em Mendoza fizemos o passeio Alta Montaña reservado com a Agência MDZ Wine Tours. Este passeio foi feito de van e tinha o seguinte trajeto:
Represa Cacheuta – Potrerillos – Uspallata – Polvaredas – Punta de Vacas – Los Penitentes – Puente del IncaMirante do Aconcágua – Las Cuevas – Cristo Redentor (divisa com o Chile)

 

Pegando a Ruta 7

 

Represa Cacheuta

 

Vista da Pré-Cordilheira

 

Movimento da Ruta 7

 

Rio Mendoza

 

Diferença de cores dos minerais

 

Ponte Histórica de Picheuta

 

Rio Picheuta

 

Cerros nevados no caminho

 

Centro de Ski Penitentes

 

Mais montanhas contrastantes

 

Puente del Inca (é uma formação natural!!)

 

Piscinas térmicas de um antigo hotel

 

Nessa região teve um desmoronamento que destruiu o hotel

 

Só sobrou a igreja…

 

E isto é o resto do luxuoso hotel

 

Aconcágua ao fundo com sua face mais difícil de escalar

 

Mais alguns cerros nevados

 

Ao fundo o último vilarejo Argentino

 

Subida para a antiga divisa com o Chile (hoje tem um túnel lá embaixo)

 

Paisagens da subida, são muitas curvas, 8km de extensão e 1km de desnível

 

Cristo Redentor na divisa

 

E a estradinha para voltar, gostou das curvas??

 

Parador para o almoço com comida de montaña a $45.

Dicas

  • É um passeio bem cansativo, saímos pelas 8h do hotel e só voltamos pelas 19h. Mas eu adorei! Todas as paradas são na ida. O almoço é tarde, pelas 14h30 e depois a volta é numa tocada só. Dá um tédio…
  • Custou $150 por pessoa (jan/2011).
  • É fortemente recomendável levar um casaco bem reforçado. Os poucos minutos na divisa são muito difíceis, por causa do vento e do frio. Enquanto em Mendoza estava uns 30°C e abafado, lá em cima começa um vento gelado, já perto da Puente del Inca, depois só piora nas paradas seguintes. E o pior é lá no Cristo, várias pessoas de bermuda e congelando!!! Alguns nem saem das vans. Eu levei um bom casaco e mesmo assim congelei, quase não tirei as mãos dos bolsos para fotografar e fiquei com as bochechas queimadas do vento cortante. Nos pontos onde não pega sol tinha até neve congelada. E olha que tinha muito sol!! Não esqueça, calça comprida e casaco, eu senti muita falta de um protetor de orelha!
  • Faz parte dos Roteiros: Argentina – Uruguai no Verão e Roteiro de Mendoza.

15 comentários

  • Oi Anna,
    Muito lindas as paisagens não é? Vale a pena sacolejar numa van 😉
    Obrigada pelo feedback.
    Bjo

  • Oi Carol!!
    Voltei aqui para dizer que amei esse passeio do Alta Montaña. A paisagem é simplesmente espetacular!
    Acabou que desistimos de fazer rafting ou cavalgada porque saímos um pouco tarde do hotel e tivemos que escolher: ou isso ou conhecer um pouquinho do Aconcagua. Não tivemos dúvida e optamos pelo Aconcagua.
    Que bom que vc recomendou levar um casaco. O vento estava forte e ensurdecedor. Um casaco corta vento foi bem necessário…
    Bjos

  • Muito obrigada por todas as dicas!!
    Foram suuuper úteis!!
    Pode deixar que depois volto aqui para te contar como foram os passeios!
    Bjos, Anna

  • Legal Anna! Depois conta como foi. É extremamente necessário um casaco. Ou pelo menos um moleton. Faz muito frio lá em cima. E eu fui em janeiro, em Mendoza devia estar uns 35°C todos os dias. Pegamos até neve na parada para o almoço. E ao retornar a Mendoza continuava um lindo sol e calor! Bjos e boa viagem!

  • Oi Carol! Vamos fazer um passeio um pouquinho diferente, justamente para incluir o rafting ou a cavalgada. Só não sei direito como vai ser… Contratamos a empresa de remis Luxury Trip e eles ficaram encarregados de arrumar o roteiro, com base nas diretrizes que passamos. Depois te conto se valeu a pena…
    Vc achou necessário levar casaco ou jaqueta de frio para fazer esse passeio? Li em alguns blog que costuma ventar muito. Só não sei se o vento e o frio é o ano inteiro.
    Bjs, Anna

  • Que bom que você gostou Átila! Bj

  • atilaximenes@gmail.com

    Adorei o post! Ótimas dicas para uma das minhas próximas viagens!!
    Abraço.

  • Obrigada Carla e Élio!

  • Ótimas dicas… Obrigada por por o preço, pra quem está planejando como eu é ótimo!
    Bjs e Boas Viagens!

  • Anna,
    Neste passeio não tem opções de rafting e cavalgada e ele dura o dia inteiro. A não ser que você vá para Uspallata para isso, lá é o centro dos esportes radicais perto de Mendoza. Vê direitinho para não pegar o passeio errado.
    No Cañon de Atuel que tem a possibilidade de rafting nas represas. Bj

  • Oi Gleiber,
    Fiquei com muita vontade de fazer isso. Santiago está tão pertinho! Acho que a estrada nova não chega a fechar no inverno. A guia comentou que aquela última subida ao Cristo não é realizada no inverno, por causa do gelo, neve, ventos e nevascas. Vou até atualizar o post com a recomendação de levar casaco!! Mesmo no verão é muito frio lá em cima.
    O resto da estrada é bem novinha e tranqüila.

  • Deve ser legal seguir em frente até Santiago, né? Mas daí, o cara tem que ser um motorista dos bons e não pode ser no inverno. Fico só imaginando tudo isso aí coberto de branquinho…

  • Adorei as fotos!!!
    Com base nas suas dicas, inclui esse passeio no meu roteiro de Mendoza!
    Vou tentar fazer também rafting ou cavalgada no mesmo dia…
    Bjs, Anna

  • Carol, as fotos tão maravilhosas!!! Amei!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *