Roteiro a pé em Haia – Holanda

Roteiro a pé em Haia

Gostei de Haia, mas achei a cidade um pouco diferente das outras. Tem mais cara de cidade grande. Já falei onde fiquei, como cheguei e onde comi no post Roteiro de um dia em Haia. Mas para aquele post não ficar muito grande, deixei para contar o que fiz em um post separado que é este aqui.

Roteiro a pé em Haia

Acordei sábado cedinho e saí em busca de um café da manhã antes que começassem a abrir os museus que eu queria visitar. Que diferença nas ruas, enquanto que sexta à tardinha quando cheguei estava tudo cheio, com muitas pessoas nas ruas, no sábado parecia uma cidade fantasma. Mas ao longo do dia foi mudando e na hora de ir embora as ruas estavam cheias novamente. Veja meu roteirinho abaixo:

De Passage

Mauritshuis

Comecei o passeio pelo museu Mauritshuis, esta construção foi a casa de Maurício de Nassau e abriga uma das obras que eu acho mais linda: a garota do brinco de pérola de Vermeer. O preço da entrada é de €14,00 (jan/17), comprei a entrada que dá direito a visitação da Prince William V Gallery, então ficou em €17,50. Esta galeria não é nada muito imperdível, é apenas um corredor com muitas obras e fica em outro prédio, do outro lado do laguinho que tem atrás da Mauritshuis.

Mauritshuis

Frente do Museu

Fundos do Museu

Outra pintura importante é esta “aula de Anatomia do Dr Tulp” do Rembrandt.

a moça do brinco de pérola de Vermeer

E a obra-prima do Vermeer “a moça do brinco de pérola”

Escher

De lá, fui para o Escher in Het Palais. Confesso que nem conhecia o artista por nome, mas as obras já tinha visto e achado muito louco. Dá para ficar horas olhando os quadros. Ele joga com a perspectiva de um jeito muito legal. Você nunca sabe o que está em cima ou embaixo, se a escada sobe ou desce. Além de outros desenhos que vão mudando ou se encaixando… Não dá para descrever, tente ver nas fotos que coloquei abaixo, ou procura no Google para entender o que estou falando. A entrada custa €9,50.

Escher in Het Paleis

Escher in Het Paleis

Obras de Escher

Obras de Escher

Palácio da Paz

Por último fui ver de perto do Palácio da Paz, que é a sede do Tribunal de Justiça Internacional. Na chegada presenciei um protesto pela situação de Aleppo na Síria, triste pensar que a situação piorou muito da época da viagem para agora. E quando estava saindo da frente do palácio, estava chegando mais um grupo de manifestantes.

Palácio da Paz

Que a paz prevaleça na terra.

Volta para casa

Voltei para o hostel, peguei minha mochila e fui para a Estação Central pegar o trem para Aeroporto de Schiphol. Nesta hora, a cidade já estava mais agitada.

Para continuar a leitura:

Veja também a nossa página-resumo da Holanda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *