Roteiro pela Itália e Holanda em 3 semanas

Roteiro pela Itália e Holanda em 3 semanas

Itália e Holanda em 3 semanas

Normalmente as pessoas visitam metade dos países da Europa em 3 semanas, mas eu que estou cada vez mais adepta ao slow travel juntei apenas dois países. Eles nem são tão próximos assim, mas o que me fez escolher os destinos foi uma promoção de passagens da KLM.

Promoção

A promoção era para Milão e Veneza por US$429 e com direito a stopover em Amsterdam (ou em Paris se fosse pela Air France). Com estas informações, falei com a Fabíola (que escrevia aqui no blog), perguntei se ela estaria na Holanda nesta época (ela está morando lá) e ela confirmou (e eu já me escalei para uma visita). A dúvida agora era colocar o stopover na ida ou na volta. Olhando o calendário lembramos do Dia do Rei, 27 de abril, então coloquei a Holanda para o final da viagem. Uma boa dica para marcar viagens é essa, procure feriados e eventos, eles podem enriquecer ou atrapalhar a viagem! Fiz várias combinações de data de ida para Itália, data de ida para Holanda e data de retorno, além de ver se era melhor chegar por Milão e sair por Veneza ou vice-versa. Olhando todas as combinações, cheguei nos melhores horários com melhores preços. Importante ressaltar que é possível fazer tudo isso direto no site da KLM, só colocar múltiplos destinos. Não precisa ficar ligando para central para fazer o stopover. Amo muito todas estas facilidades.

Roteiro pela Itália e Holanda em 3 semanas
(clique na cidade para abrir o post correspondente)

1 noite em Milão

Milão

5 noites em Roma

Roma

3 noites em Florença

03 Florença (500x375)

1 noite em Verona

04 Verona (500x375)

3 noites em Veneza

05 Veneza (500x375)

5 noites em Den Bosch

06 Den Bosch (500x375)

1 noite em Rotterdam

07 Rotterdam (500x375)

1 noite em Haia

08 Haia (500x375)

1 noite em Schiphol

Fiz bate-volta até Pisa e Lucca desde Florença e Utrecht, Keukenhof e Kinderdijk desde Den Bosch. Também passei uma tarde em Delft quando fui para Rotterdam. Acho que deu para aproveitar muito e não mudaria nada. Claro que faltaram cidades e atrações, mas não é com uma viagem que vou esgotar todas as possibilidades. Sei que vou voltar, muitas vezes, então, relax…

09 Lucca (500x375)

Lucca

Pisa

Pisa

Custos aproximados

Passagem Brasil-Europa i/v: R$ 2200 (os 3 trechos, com taxas, em reais, sem IOF e em 4x)
Hospedagem: R$ 3300 (16 diárias médias de 47 euros – range de 27 a 88 euros)
Passeios (entradas, tickets): R$2600
Transporte: R$1350 (todos os trechos entre cidades de trem, mais alguns metrôs e ônibus)
Alimentação: R$2150
Total: R$11600 (com euro a R$ 4,35 = € 2666,67)

Vale lembrar que estes custos variam muito de pessoa para pessoa! Por exemplo…

Alimentação

Se você for comer em restaurante todas as refeições, vai gastar mais que isso. E se quiser economizar e comer só sanduíche, da mesma forma vai gastar muito menos. Eu variava, geralmente era uma refeição completa e um lanche. Mais alguns sorvetes na Itália e alguns stroopwafles na Holanda no meio da tarde. Quando era restaurante procurava algum menu com vários pratos de 12 a 15 euros. Tomei cerveja e vinho, algumas vezes com dor no coração ao pensar que estava pagando 25 reais por um copinho de uma cerveja pilsen na Itália, mas quem converte não se diverte, então era só tomar mais uma para esquecer.

Atrações

Nas atrações não deixei de entrar em lugar nenhum que tive vontade e muitas vezes paguei mais caro porque reservei horário na internet. Quase todas as coisas de Roma, paguei uns 2 euros a mais por agendar horário. Se tivesse utilizado o Roma Pass, certamente teria economizado, mas não quis arriscar a enfrentar filas (nas atrações sem fura-fila com o passe), as férias são curtas para ficar parada em fila.

Hospedagem

As hospedagens procurei o melhor possível limitando a 50 euros, consegui quarto individual em todos hotéis na Itália, mas alguns com banheiro compartilhado. Na Holanda o hotel no aeroporto foi tão caro que me fez reduzir o orçamento para Rotterdam e Haia, acabei ficando em quarto compartilhado nestes dois destinos.

Voos

No final a melhor combinação de horários foi:

09/04 15:45 Guarulhos chegando 10/04 8:00 em Paris (CDG) – Air France

10/04 9:35 Paris (CDG) chegando 10/04 11:05 em Milão (LIN) – Alitalia

23/04 11:35 Veneza chegando 23/04 13:40 em Amsterdam (Schiphol) – KLM

01/05 10:15 Schiphol chegando 01/05 17:15 em Guarulhos – KLM

Voo da ida: Air France

Eu já tinha viajado com a Air France em 2010 e pude confirmar 6 anos depois que ela continua ótima. O serviço de bordo é excelente mesmo na classe econômica. Comissários simpáticos, paninhos quentes para limpar as mãos, comida boa, vinho sem custo adicional, queijos, pãezinhos, sorvete no meio do voo e alguns petiscos e bebidas a disposição no fundo do avião o voo todo. Sem fome, sem sede e sem miséria. As opções de entretenimento a bordo são muito boas, como o voo saiu cedo do Brasil assisti 3 filmes antes de pensar em dormir, várias opções de filmes novos lançados nos últimos 12 meses. Fiquei preocupada com o pouco tempo para a migração no Charles de Gaulle, mas o voo chegou uma hora antes do previsto e no fim sobrou tempo. Tinha pouca fila no meu portão de embarque e ele também não era muito longe do que cheguei.

O vôo com a Alitalia foi rapidinho e sem problemas. O lanche de bordo foi um bolinho e bebidas. O vôo para Amsterdam com a KLM também foi similar.

Voo da volta: KLM

Nunca tinha feito viagens longas com a KLM e adorei a experiência. Muito similar ao serviço da Air France, pois é a mesma companhia. Já era fã da Air France e sabia que a KLM não ia decepcionar. Mesmos paninhos quentes, refeições com saladas, prato principal, sobremesa, pão, biscoito, queijo e manteiga. Tomei vinho da África do Sul, muito bom. No meio do dia além de sorvete também serviram sanduíches. Acho que por ser um voo diurno também passaram várias vezes com bandejas com bebidas. E no fundo do avião também tinha balas e barrinhas de cereais. E da mesma forma assisti 3 filmes. O voo diurno parece que demora mais para passar e tem todo aquele cansaço e tristeza de final de férias, mas mesmo assim foi tranquilo.

Imigração

A entrada na Europa por Paris, mesmo com o atentado na Bélgica que elevou o nível de segurança dos aeroportos, foi bem rápida. Similar à 2010, sem perguntas, apenas “bonjour (folheia o passaporte e carimba) au revoir”. No post do hotel dentro do Schiphol eu conto como foi entrar e sair da Europa por Amsterdam.

Já adiantando as cenas dos próximos capítulos, além do hotel do aeroporto, vai ter post de cada cidade falando dos hotéis e do que fiz mais detalhadamente. Já fiz o post do Chip Internacional MaxRoam que utilizei nesta viagem.

Trem

Fiz todos os trechos entre as cidades na Itália e depois na Holanda de trem. Fiz dois posts específicos sobre estas experiências: Trem na Itália e Trem na Holanda.

Compras

Com o euro a R$4,00 fica difícil fazer compras. Até as lojas tipo H&M estavam me parecendo caras. Comprei só lembrancinhas, Veneza e Delft foram as cidades que achei mais lojinhas com coisas lindinhas.

Compras

Veja também a nossa página-resumo da Itália

E todos os roteiros já publicados no blog aqui.

 

Se você gostou deste roteiro e quiser contribuir com o blog, faça as suas reservas clicando nestes banners:

Seguro viagem Mondial


Booking.com

Além disso você também pode comprar moeda estrangeira com o nosso mais novo parceiro:

Melhor Câmbio

18 comentários

  • Olá Carol,

    O post está excelente. Ansioso para ver os outros. Já estou com passagem comprada para Roma pela Alitália e irei no carnaval de 2017. Agora estou começando a preparar o roteiro. Queria saber qual hotel você ficou em Roma e Florença para ajudar nas pesquisas e se você gostou da localização deles.

    Abraços,
    Bruno.

  • Olá.. Adorei suas dicas.. Pretendo ir a Itália em Maio 2017. Tenho 63anos existe na Itália desconto para idoso? Minha disposição para andar é de uma jovem de 30anos…Minha única preocupação É uma cama limpa e um bom banho. Hospedagem simples e barata. .Dicas roteiro..Sou amantes das Artes…Pretendo ficar 20 dias na Itália.

  • Adorei seu post Carol!!! Que bom que conseguimos nos encontrar, mesmo que tão rapidinho.
    Bacione de Firenze bella 😉
    Denya

  • Oi Carol!
    Parabéns (e obrigado! rs) pelo post e pelo blog, sempre encontro informações muito úteis para montar meus roteiros!
    Minha próxima viagem é para a Itália, justamente nas cidades que você visitou! Você pretende fazer posts mais detalhados do que fez em cada lugar? Gostaria de poder comparar com meu roteiro 😉
    Abraços!

    • Oi Daniel,
      Vou escrever sim sobre cada cidade, mas aos poucos. Quando você viaja? Se tiver alguma dúvida específica, pode perguntar. Fiz o basicão em cada uma mesmo.
      Abraço!

  • Legal… adoro ler sobre a experiência de viagem de outros viajantes, pois cada cidade torna-se única diante dos olhos de cada um de nós.

    Eu também sou adepta do slow travel. 🙂 Nem atravesso fronteiras internacionais. Sempre fico cerca de duas semanas em um único país e ainda escolho poucas cidades. Novembro passado fiquei em Florença 15 dias com um bate/volta para Pisa, Lucca e Siena. Foi muito bom. Não deu para ver tudo o que queria, mas nunca é possível e os lugares que não visitamos são sempre boas desculpas para voltarmos não é mesmo?!

    E que venham mais viagens para nós!

    Abraços
    Ana

    • Oi Ana Luiza,

      Que delícia, 15 dias em Florença! Eu sempre fico em crise, quero colocar muitas cidades no roteiro e depois começo a cortar. Os dois países nesta foi mais pela oportunidade do stopover mesmo. 😉

      Abraço,
      Carol May

  • Muito bom, Carol! Fora que o roteiro ficou incrível!
    Super apoio o #slowtravel e cada vez mais! Bjs

  • Fico aqui esperando os próximos capítulos desta viagem!!

  • Oi, Carol! Tá lindo o post, assim como as fotos. Não li todo ainda. Vou ler na hora de dormir! Faço assim também: viajo conforme o stopover free que a cia. oferece… e é verdade… viajar no Brasil às vezes desanima! bjaum

  • Vou para a europa em poucos dias e queria saber sobre o chip internacional! Me ajuda? Rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *