2 dias em Santiago

Já fui para Santiago em 2008 e adorei. Porém, naquela ocasião não consegui conhecer muito a cidade, pois fiz muitos passeios de dia inteiro, como Valle Nevado, Viña del Mar e Valparaíso, vinícolas e trem do vinho. Desta vez, quis curtir bem a cidade.
Pátio Bella Vista

Vista do hostel para o Pátio Bella Vista

Como Chegamos
Trocamos milhas na TAM e fomos com alguns voos operados pela LAN e outros pela TAM. A ida foi Guarulhos-Galeão-Santiago e a volta Santiago-Ezeiza-Guarulhos. Esta conexão em Ezeiza (Buenos Aires) pode ter encarecido um pouco as taxas, mas por outro lado o Free Shop de lá estava com a conversão de dólar para real em R$2,82 (enquanto que eu tinha comprado dólar a R$3,26 para outra viagem, lá embaixo nas Dicas vou contar um pouco como estavam os câmbios), foi bom para comprinhas.
Onde ficamos
No Rado Hostel reservado pelo Booking. Peguei algumas dicas pesquisando o Tripadvisor, o Hostelworld e o site da RBBV, o Revivendo Viagens fez um post bem legal sobre este hostel. Vi algumas sugestões, escolhi este juntamente com a minha amiga e não nos arrependemos. A localização é excelente. A cama é confortável, com luz individual. Os lockers são superespaçosos e eu pude fazer uma bagunça lá dentro, coube a mala que levei e o mochilão que comprei. O café da manhã é muito bom e o wifi também. O staff é super atencioso e aproveitamos até um churrasquinho na nossa primeira noite lá. Pelo que entendi quinta-feira é dia de churrasco e no final de semana rolou pub crawl, mas não participamos. Ficamos na dúvida na hora de reservar entre o Rado e esta sugestão do The Way Travel que também me pareceu uma boa, mas a localização do Rado é perfeita. Ele fica perto da estação de metrô Baquedano, também é possível ir a pé ao centro, aos dois cerros e à La Chascona. A própria Pio Nono, rua do hostel, é super agitada, cheia de bares e ele fica na mesma quadra do Patio Bellavista. Não vão faltar opções de onde comer, beber e passear. Uma coisa que pode incomodar é o barulho da rua, pois tem uma faculdade na frente e uma banda tocou até tarde quinta, sexta e sábado!!! Também achei que tinham poucos banheiros, mas em momento algum  precisei esperar muito para utilizar. Reservamos o quarto misto para 6 pessoas (mas tinham 8 camas e 2 sempre vazias).
Rado Hostel

Só não tem ar condicionado

Lockers Rado Hostel

Lockers estilosos

Lockers Rado Hostel

e espaçosos

Churrasco no terraço

Churrasco no terraço

Rua Pio Nono cheia de bares

Rua Pio Nono cheia de bares

Rua Pío Nono

Rua Pío Nono Esta foto é de sábado, na sexta fica

___________________________________________________________________
Faça sua reserva de hotel em Santiago por este link e ajude o blog. Por ser um serviço que utilizamos com frequência, temos uma parceria com o Booking e a cada reserva realizada pelos nossos links ou pelo buscador da barra lateral você não paga nada a mais e ajuda a manter o blog.
___________________________________________________________________
O que fizemos

1° Dia – sexta-feira
Fomos na Vinícola Undurraga e ao Shopping Costanera Center.

Vinicola Undurraga

Vinicola Undurraga

2° Dia – sábado
Visitamos La Chascona e o Cerro San Cristóbal

Cerro San Cristobal

Cerro San Cristobal

O que comemos
Não podíamos deixar de experimentar a Centolla (King Crab). Já havia provado na forma de molho no peixe ou um aperitivo, mas inteira ainda não. Como não sou chegada em frutos do mar, não gostei muito. Comi 3 perninhas com muito esforço, não que seja difícil porque o garçom deixa tudo muito fácil, mas porque não gostei do sabor mesmo. Haja alho frito para tirar o gosto de fundo do mar. Ok, isso é problema meu, acredito que se você gosta de camarão, lagosta e caranguejo, vá gostar do bichinho como a minha amiga gostou. Comemos no Restaurante El Galeón no Mercado Municipal. Pelo que vimos dos preços era o que tinha o menor preço da Centolla inteira, pegamos a menor que tinha (Jr, eu acho) e custou quase R$200 (34990 pesos chilenos).
Empanada

Empanada

Centolla inteira

Centolla inteira

Centolla com alho

Molhinho de alho frito para acompanhar

Cortando a centolla

Garçom cortando a centolla

Centolla no alho

Patinhas no alho frito

Alguns outros lanches que fizemos:

Hamburguer

Hamburguer

Salchipapas

Salchipapas

Strawberry Mojitos

Strawberry Mojitos

Terremoto

Terremoto – vinho com sorvete

Escudo

Experimentando cervejas locais

cerveja com rosca

Cerveja com rosca


O que compramos
Mochilas cargueiras/trekking. Confesso que quem fez toda a pesquisa de lojas foi a amiga que viajou comigo, só tinha dito para ela que queria uma de mais ou menos 60-70 litros que eu achava que era o máximo que conseguia carregar e ela pesquisou tudo. Só dei uns palpites. Tem milhares de opções, mas as da Deuter pareciam estar com preços bons inclusive comparando com os Estados Unidos.
Por exemplo esta mochila que compramos é a Deuter Air Contact Pro 55+15L feminina. No Brasil, ela custa em torno de R$1200 a R$1300. Pagamos $149.900 pesos que com a cotação de $180 fica em R$832,77. Porém utilizamos dólares que estavam em torno de $620, ou seja, 149.900 pesos chilenos = 241, 77 dólares americanos. Dividindo os reais por dólares = 3,44, por isso pagamos em dólares, mesmo tendo pago R$3,26 alguns dólares para a minha próxima viagem aos Estados Unidos, valeu a pena. A mochila custou no máximo R$788,18 (241,77 x 3,26), porém já havia comprado dólar bem mais baixo que isso. O mesmo raciocínio valeu para toda a viagem, troquei todos os dólares que levei e só então usei reais.

 

Mochila Deuter

Mochila Deuter AirContact Pro 55+15

Dicas
  • Seguimos as dicas de casas de câmbio deste post do Meus Roteiros de Viagem e realmente as do centro são as melhores. A casa de câmbio do aeroporto foi uma tristeza e as que vimos perto do Shopping Costanera Center também estavam com cotações bem piores. Para comparar as do centro estavam com cotação de 180-183 pesos por real enquanto que a do aeroporto (que ainda tinha taxa de US$2,50) e perto do shopping na faixa de 160-170.
  • Veja os outros posts de Santiago e do Chile.

2 comentários

  • Oi Tania, pergunta difícil… Acho que foi nesta loja aqui: http://www.chilemontana.cl Inclusive o preço está muito similar, $159.900 (R$772 com a cotação de hoje). A mochila é boa, cabe bastante coisas e tem vários ajustes para não forçar a coluna. Já usei numa viagem para Bariloche e em outra para a Europa, está inteirinha. Eu que não gosto muito de mochilas em geral, como ela é grandona é bem chato de colocar e tirar das costas, sempre é bom procurar um banco ou apoio para ajudar.

  • Olá!
    Por favor, poderia dizer onde você comprou sua mochila da Deuter? Sei que já faz um tempão, mas mesmo pesquisando hoje, vejo que há uma diferença enorme entre os preços praticados aqui e lá!
    Estou pensando em comprar essa mochila em Santiago…
    E quanto a mochila, valeu a pena??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *