El Calafate – 3° Dia

No 3° dia em El Calafate fiz o passeio Estancia Cristina Discovery que inclui um passeio 4×4. Existem outras opções como a Classic que é só a visita à estancia e o Trekking que é uma escolha mais difícil  pois se chega ao Glaciar Upsala caminhando. No meu caso fomos de 4×4 e uma caminhada final que já foi cansativa. Reservei este passeio com a Argentina4u.

 

 

A – Porto de partida
B – Barreira de icebergs
C – Estancia Cristina
D – Mirante do Glaciar UpsalaO passeio começa com uma navegação que sai do Porto Punta Bandera dentro do Parque Nacional Los Glaciares e vai até a barreira de icebergs em frente ao Glaciar Upsala.

 

 

 

 

 

 

 

 

Após visitar a barreira de icebergs, o barco pára na Estancia Cristina. Ali, os passageiros são divididos em grupos conforme a atividade a ser desenvolvida. Eu fui com os motoristas dos 4×4. Os passageiros vão nas caçambas, é bem desconfortável, pois o banco é de madeira e chacoalha bastante. O caminho é cheio de pedras e lama, emocionante!! Você acha que o carro não vai conseguir passar em vários pontos. Não recomendado para medrosos.

 

 

 

 

 

Paramos neste local para admirar a paisagem e começou a nevar! E a esfriar, tivemos que baixar as laterais do proteção da caçamba.

 

 

A parada final é neste ponto, para começarmos uma caminhada até um ponto mais próximo do Glaciar Upsala.

 

 

 

Um dos braços do Upsala

Estava muito frio e ventoso aqui em cima! Quase fui arrastada pelo vento…

Braço Leste do Glaciar Upsala

 

A cor da água é impressionante

 

 

O caminho é bem escorregadio
Adorei esta foto, este senhor parece um marujo que combina muito bem com o velho barco encalhado.

 

Depois do 4×4 veio o almoço, o meu estava incluído no passeio, mas nem todos são assim.

Empanadas de entrada

 

Cozido de cordeiro

 

Sobremesa
Após o almoço, fizemos um tour pela Estancia e conhecemos um pouco de sua peculiar história. Eu achei o máximo! O inglês Joseph Percival Masters funda a Estancia em 1914 com sua mulher e seus dois filhos: Percival Herbert e Elinor Cristina. Eles recebem esta terra do governo para plantar e criar gado, como se fosse um processo de povoamento da região. O lugar é afastado de tudo e no inverno fica quase impossível de sair de lá (é assim até hoje), a família passa por várias privações, mas persiste no local até a morte de todos os membros.
Hoje o local é administrado pela Estancia Cristina S.A. e é praticamente autosuficiente (salvo itens de higiene, limpeza e combustiveis). A água vem dos rios por canaletas e rodas d’água. A energia é de geradores e caldeiras a lenha. Os alimentos são plantados ou criados lá. Os funcionarios que moram lá vários meses por ano, podem ficar semanas sem ir a El Calafate. Eles moram todos na mesma casa principal que é separada do hotel, sim, existem alguns quartos para quem deseja se hospedar por lá. São todos jovens e vivem num grande big brother isolados do mundo e parecem adorar o que fazem.
Abaixo alguns itens do museu da Estancia.

 

 

 

 

Faz parte dos roteiros:

Veja também:

2 comentários

  • Adorei o post Carol!
    O problema é que agora quero fazer tudo – Navegação, tour no Perito e a Estância… Aff!
    Beijão!

    • Achei a Estância bem peculiar Tata, Já a navegação tem os mais diversos tipos de glaciares e icebergs. E o Perito é matador!! Difícil escolher, por isso fiz todos! hahahah

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *