El Chaltén – 2° Dia – Lago del Desierto

Para “descansar” da caminhada de 20km do dia anterior, programei um passeio de barco pelo Lago del Desierto para o 2° dia. Reservei com a agência Patagonia Aventura, que não mostra mais este passeio no seu site. A reserva dá direito apenas ao passeio de barco, porém para chegar ao Lago del Desierto é necessário contratar um serviço de transfer (ou caminhar 37km ou estar de carro alugado). Reservei a navegação para o horário da manhã e a dona da hosteria me ajudou a escolher o transfer com melhor horário e preço. Peguei o da Zona Austral, custou $180 saindo às 8h e retornando às 17h. Na ida tem uma gravação que vai explicando por onde estamos passando. Ela para na Hosteria El Pilar (para quem vai fazer o trekking ao Glaciar Piedras Blancas e/ou Laguna de Los Tres), no Río Electrico (para quem quer ir ao Lago Electrico e Piedra del Fraile) e tem mais uma parada para fotos em algumas quedas d’água do caminho. A navegação no Lago del Desierto dura umas 2h, porém reservei o transfer de dia inteiro porque existe uma outra trilha para fazer por lá, ela vai até o Glaciar Huemul.

 

Glaciar Huemul
Glaciar Huemul

Acompanhe pelas fotos como foi este dia!

Río Eléctrico

 

Parada para fotos

 

Quedas d’água no caminho

 

Olha que linda a cor desta água

 

Píer de saída do barco

 

A água é bem limpinha

 

Barco que faz a navegação parado no píer do outro lado do Lago del Desierto
A navegação de uma margem à outra dura uns 45 minutos, existe uma trilha para um mirante na margem norte do lago. O barco fica aguardando uns 25-30 minutos. A trilha é em um morro bem íngreme, bem cansativa, mas o tempo dado é bem tranquilo. Da margem norte é possível o acesso ao Chile através de trilhas, no nosso barco tinha uma família que desceu lá com suas mochilas para fazer esta travessia de fronteira.
Vista do lago desde o começo da trilha, depois ela entra no mato.

 

Lago del Desierto
Vista do lago de cima da trilha

 

Voltando ao lago para o retorno

 

Um outro píer e um pedacinho de céu azul

 

Margem Norte

 

Hotel isolado no meio do lago

 

Esta é a cor da água quando pega sol

 

Glaciar Huemul visto do Lago

 

Zoom do Glaciar
É preciso pagar uma taxa para subir ao Glaciar Huemul ($20), pois ele fica em propriedade privada. Neste lugar tem camping e banheiros (com a taxa é possível usar o banheiro, bem necessário para quem vai passar o dia inteiro lá). O dono do lugar também faz uns choripanes (pão com linguiça) na churrasqueira, mas a qualidade é meio duvidosa, não arrisquei, apesar do cheiro estar bom. Tem um micromercado dentro da cabana onde se paga a taxa de entrada, é uma prateleira com enlatados e bolachas.
A trilha é num bosque muito lindo!

 

Em algumas horas parecia um pouco filme de terror

 

Olha a cor do Lago del Desierto lá embaixo
O começo da trilha é um bosque bem tranquilo, até que começa a ficar bem íngreme e precisei me segurar nas árvores para conseguir subir. A última parte tem muitas pedras e já não tem mais árvores para se apoiar. No total são uns 2km de trilha. Almocei lá em cima, havia levado sanduiches e maçãs. Tomei um mate também com as minhas companheiras de trilha que estão na foto abaixo, eram mãe e filha de Córdoba.
Última subida

 

E a chegada ao Glaciar Huemul com a sua Laguna

 

Hora de descer…

 

Vi vários condores neste dia, mas é bem difícil de fotografar com a minha lente pobrinha.
Está vendo o pontinho preto no céu? É um condor…

 

Nesta ficou melhor?

 

Olha a sacanagem que o pessoal faz com os pobres musgos das árvores!! Nem ia publicar, para não estimular este tipo de coisa, mas eu bem que dei várias risadas.

 

Na hora do retorno o pessoal da van distribui café, chá e alfajores. Gostei bastante do serviço deles. Tem um outro horário de retorno mais tarde, mas o pessoal que reservou neste horário já estava lá com a gente e teve que ficar mais umas 2h aguardando na chuva porque não tem nenhuma construção para se abrigar.
O passeio de barco foi legal, mas choveu e balançou muito na ida, quase não vimos nada. Achei legalzinho, mas dispensável. Para quem adora passear de barco como eu, é válido. Não foi bom para tirar fotos, mas foi bem emocionante ir batendo nas ondas. Fiz uns vídeos que ficaram bem enjoativos!!

Faz parte dos roteiros:

Veja também:

4 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *