Roteiro pela Espanha – Indefinido

Venho por meio deste pedir mais pitacos nas minhas férias. Estou com dezenas de roteiros na cabeça. Me ajudem?

 

Primeira coisa que pensei foi algo assim:

Diárias:
Madri – 4
Sevilha – 2 (Córdoba na ida)
Valência – 2 (Granada na ida)
Barcelona – 4
Madri (aeroporto) – 1 (o vôo na volta é bem cedo, tenho que estar no aeroporto às 6h30 pelo menos)

O Alessandro Ayres, do Wazari, tem um post ótimo com informações práticas sobre Madri, onde eu cliquei no site da Renfe e descobri que os trens para Valência são meio limitados, demorados e em horários que não combinavam com a minha programação. Dei uma mexida no roteiro, mas não fiquei muito satisfeita.

12/06 – Avião tarde para Madri (17h30-8h35)
13/06 – Chegada e passeio em Madri
14/06 – Madri
15/06 – Bate-volta a Segóvia
16/06 – Bate-volta a Toledo
17/06 – Trem cedo para Sevilha
18/06 – Bate-volta Cádiz
19/06 – Trem para Granada com conexão em Córdoba
20/06 – Passeio em Granada e Vôo para Valencia
21/06 – Passeio em Valencia
22/06 – Trem para Barcelona
23/06 – Barcelona
24/06 – Barcelona
25/06 – Passeio em Barcelona – Avião tarde para Madri (hotel aeroporto)

Resolvi cortar Valência do roteiro. Vi que ela está entrando na moda agora e não aparece na maioria dos blogs que eu li. Nem no meu Guia O Viajante. Parti para este outro roteiro:

Diárias:
Madri – 4
Sevilha – 2
Granada – 2
Barcelona – 4
Madri (aeroporto) – 1

Mas lendos os posts da Matraca, fiquei com vontade de fazer todos os bate-volta possíveis perto de Madri. Sem contar que também tem alguns museus na própria cidade, onde é possível perder várias horas em cada um. Ou seja, eu precisaria uma semana em Madri, pois são uns 4 ou 5 bate-volta legais.

 

Em Barcelona a mesma coisa, nos posts do Gustavo Belli, descobri um bate-volta a Girona, que parece muito legal (com um outlet no caminho!!). Nos posts da Natalie, descobri um bate-volta a Figueres, terra do Dalí, o artista espanhol com quem mais me identifico! E o que é este Montserrat que a Natalie indicou lá no Turomaquia? Imperdível. Mais uma semana para Barcelona, pois apesar de serem poucos bate-volta, a cidade tem muitas atrações e espalhadas.

 

Lendo o Viaje na Viagem, voltou a vontade de passar meu aniversário (23 de junho!) em Ibiza! Em outras eras, sonhava com as festas em Ibiza, sim, já fui muito baladeira. Ia ser a realização de um sonho, pegar as opening parties de Ibiza!!! Lá mesmo no VnV tem link para 3 posts da Dri Setti sobre o assunto:  Tudo o que você precisa saber sobre Ibiza, Tudo o que você precisa saber sobre a tal balada de Ibiza e 10 coisas que você provavelmente não sabe sobre Ibiza. Me desanimei um pouco, mas mesmo assim resolvi pesquisar um pouco mais. Vi passagens, entradas para baladas, alguns posts da Dri Miller e desisti. Muito empenho, muito caro e acho que já estou em outra vibe. Voltemos a um roteiro mais cultural.

 

Bom, resumindo, para conhecer o mínimo que eu preciso (sem olhar o norte da Espanha, por favor), eu precisaria de umas 3 semanas: 1 região de Madri, 1 região de Barcelona e 1 região de Sevilha. Porém, no momento só tenho 2 semanas. O que fazer? Ainda não desisti totalmente de ir para Europa em janeiro, desta forma, das 3 semanas em janeiro, poderia roubar uma para Espanha e as outras 2 em Portugal, ainda não sei se isso vai ser possível por causa do trabalho, o mesmo motivo que me faz adiantar as férias pode me segurar por um bom tempo lá.

Assim, o roteiro mais fácil para eu fazer agora seria:
7 noites em Madri
6 noites em Barcelona

Explico porque é mais fácil: faltam 2 meses para a viagem, não estou com tempo para pesquisar a melhor logística de várias cidades (Sevilha, Granada, Cádiz, Córdoba, talvez Valencia), os bate-volta posso decidir e descobrir na hora, ou alguns dias antes. São poucos hotéis para pesquisar e marcar. Com este roteiro posso reservar tudo nas próximas 2 semanas no máximo e depois só definir melhor passe, estudar os bate-volta, museus, atrações, etc.

 

Porém tem tantos posts bons sobre Sevilha e região. Será que a melhor época de visitar a Andaluzia é no verão? A outra possibilidade seria em janeiro, em pleno inverno. Para cortar algo do roteiro de agora seria Madri, pois Barcelona eu tenho certeza de que quero conhecer agora. É fácil cortar Madri e encaixá-la depois num roteiro com Portugal, pois é bem comum comprar pela Tap ou Iberia, ida por Lisboa e volta por Madri, ou vice-versa. Mas aí, voltam os problemas de logística e reservas para a viagem de agora.

 

Vou continuar lendo as centenas de posts sobre a Espanha, ainda tem todos da Turomaquia, a lista de links do VnV e a garimpada no Google Reader.
E aí? Quer dar algum pitaco? Tem dicas? Posts? Pode deixar aí na caixa de comentários.

Veja como esta confusão começou neste post aqui.

Atualização – 11/04/11

Depois de ler todos os comentários, cheguei as seguintes conclusões:
– acho que a Andaluzia merece mais tempo que 2 ou 3 noites em Sevilha, quando for lá quero voltar sem a sensação de que faltou muita coisa (Granada, Córdoba, Ronda e/ou Cádiz);
– faz muito calor no verão na Andaluzia (o Riq confirma aqui) em compensação em Barcelona é possível pegar praia;
– quero ficar pelo menos uma semana em Barcelona para esgotar os principais pontos turísticos da cidade e redondezas (Montserrat e Figueres, talvez Girona e/ou Sitges);
– quero conhecer várias cidades do entorno de Madri (Toledo, Segóvia, El Escorial, Ávila, Salamanca e/ou Cuenca) e curtir a noite na cidade;
– Valencia e Zaragoza são bons pitstops entre Madri e Barcelona e não demandam muito tempo.
Com estas considerações vou fazer durante esta semana as pesquisas sobre a melhor logística no esquema Madri-Barcelona-Madri.
Pode ser indo de avião, voltando de trem, parando em Zaragoza ou Valencia. Se for em Valencia, com pernoite, roubo uma ou duas noite de Madri, pois tenho certeza que voltarei em Madri. Acho que regiões fora das capitais tem que ter visitas mais efetivas, porque não é tão fácil passar novamente em outras viagens, capitais estão sempre nas rotas internacionais, com mais chances de aproveitar para uma nova estadia. Outra coisa que vou observar é se vai ser melhor ficar primeiro em Barcelona ou Madri. É ruim chegar de um vôo internacional e já marcar outro vôo, fiz isso com a Air France quando cheguei em Paris e fui para Viena, deu tudo certo, mas com a Airchina não sei se posso confiar (acho que o Gustavo vai dizer que não!!). O lado positivo é já estar no aeroporto e com mala “leves”, depois o retorno poderia ser para Madri de trem, e teria que escolher só um hotel na cidade neste esquema, um checkin/out a menos. Se ficar em Madri e depois ir para Barcelona, o ideal é tentar ir de trem para conhecer uma das cidades propostas no caminho e voltar de avião para já estar na área do aeroporto por ocasião da última diária. Nada impede de voltar de trem e pegar um metro até a região do aeroporto para ficar mais perto para o vôo de retorno. Nada impede também de eu encontrar vôos ida e volta da ponte aérea Madri-Barcelona com preços bons e excluir os pitstops do roteiro.
Obrigada por todas as dicas!! Podem ter certeza que considerei todas as opções e nada nelas me desagradou. Todos pitacos foram bem sensatos e adoráveis. Queria poder fazer tudo!! Cada um tem seu estilo de viagem, eu ainda estou descobrindo o meu e vou testar um novo tipo agora: solo traveler. Por isso, é melhor ir com calma… Sem muitos desafios e com um povo super hospitaleiro, cujo idioma, pelo menos da Capital, eu quase domino. Vou tentar postar no final da semana estas pesquisas de transporte. E pedir novamente a colaboração, para o pessoal mais experiente ver se tem algum furo na escolha.
Gracias!

24 comentários

  • Olá Anônimo,
    Infelizmente nem cheguei a olhar o norte da Espanha, já estava tão confusa com o sul. Mas pode ter certeza que ele está na minha lista!! Ontem mesmo vi umas fotos lindas da Cantábria.

  • Conheço um pouco da Espanha e para mim em beleza natural e menos explorada turisticamente nada supera Cantábria e Asturias. Vc deu uma olhada no Norte da Espanha?
    http://www.vayaspain.com/reg/regasc.htm

  • Oi Si,

    Obrigada por mais estes links!

    Carina,

    De fato, estou praticamente cortando a Andaluzia desta vez.

  • Eu nao tinha reparado na época que vc vai… Eu também deixaria Andaluzia pra outra viagem. É quente DEMAIS no verao. 😉

  • Ah! Além do Caixa Fórum tb tem o Cosmo Caixa em Barcelona (Museu de Cências e História natural Interativo), os 2 imperdíveis, dá uma olhada nos links:
    COSMO CAIXA- http://migre.me/4dBW3
    CAIXA FÓRUM- http://migre.me/4dBWu

  • Oi Gus,
    Pois é, tanta gente recomendando Sevilha. Mas será que a região não merece uma semana? Com Cádiz e Ronda? Me disseram que ir para Espanha, sem conhecer Granada, é como não conhecer a Espanha. E agora?
    Outro detalhe é destas compras em Madri!! Por um lado penso em deixá-la por último para não se preocupar com limites de peso nos deslocamentos. Por outro, posso ir com a mala meio vazia e deixar para comprar lá, mas aí as compras já viram obrigação (não que isso seja um problemão).
    Estou acostumada a fazer bate-voltas, é bem meu estilo. Acredita que fiquei 6 noites em Santiago e não passei nenhum dia inteiro na cidade? Só os finais de tarde, dia de chegada e partida. Também não quero fazer isso em Madri, mas acho que dá para ficar uma semana tranquila por lá. Como você disse, bebendo vinho, comendo tapas, que delícia!!! Valeu pelas dicas! E farei muitos posts na volta. Bjo

  • Oi José Luiz,
    Seria um gasto a mais na hospedagem, mas pegaria um hostel simples, baratinho, só por uma noite e computo no total de gastos de hospedagem. Não é um problema.
    Estes AVEs tem uns realmente caros, vi uns por 120 euros. Isso vai definir se faço algum trecho de avião ou trem. Por exemplo, se voltar de Barcelona no último dia bem tarde, posso pegar um vôo para já ficar pela região do aeroporto. Só não pode ser de aéreas que limitam peso e despacho!! 😉 Muitas comprinhas até o último dia… Isso é algo que vou levar em conta, se não vale a pena ir direto para Barcelona e passar os últimos dias em Madri, sem se preocupar com transportes do malão.

  • Oi Si,
    Vou passar lá no Flashes por Si para pegar todas as suas dicas. Obrigada pelas deixadas aqui!!
    Valeu! Bjo

  • Ana, não dei resposta ao seu comentário! Acho que vou pular Sevilha desta vez. Quanto a Salamanca, tinha pensado em fazer o seguinte, ir pela manhã e levar uma mochila, catar algum lugar por lá para passar a noite, no outro dia pegar um transporte para Ávila, passar o dia lá e voltar para Madri. Deixando a mala grande em Madri. Será que rola? Acho que a Patrícia sugeriu algo assim…
    Bjos

  • Oi Carmem,
    É já vi muita gente reclamando do site da Renfe, vou tentar… Minha opção para Andaluzia é no inverno, acho que vai ser uma boa.
    Ainda não vi hospedagem, fiz umas pesquisas aleatórias no Booking, Hoteis.com e no Hostelbookers, só para ter uma noção de preço, vi várias coisas bem avaliadas e com preços amigáveis. Acho que o próximo post vai ser sobre isso, hospedagem: localização, tipos e preços… Obrigadinha!!

  • Oi Carol,

    Vamos por Partes, Espanha, algo como vir ao Brasil e querer conhecer Recife Porto Alegre e Rio de Janeiro. Vamos por partes.

    Acho que existe uma cidade obrigatória que é Madrid, seu voo da ida e volta por ela já decidiu por isto.

    Gostei muito de Madrid, e acho uma das capitais mais Jovens da Europa (jovens de gente Jovens na Rua e Clima Jovem), possui uma Moda parecida com a nossa e um clima de gente na rua, não da vontade de voltar ao Hotel. Parte Cultural realmente excelente, museus de Primeiríssima.
    A Boemia da cidade é algo incrível, se janta às 10-11, vai pro Bar de Tapas ou só tapas, e depois balada e etc, nunca acordava cedo em Madri e achava isso o máximo. Maratona de Bate Voltas é excesso, cai fora, faça um ou dois bate e volta.
    A Juliana minha esposa fez excelentes compras lá.

    Não Dormir em Granada foi um dos maiores pecados de viajante que já cometi, a cidade é demais e a Alhambra é indescritível. Não conheci Sevilla.

    Barcelona é o Rio de Janeiro Europeu, uma Metrópole na praia, culturalmente demais, possibilidade de vida noturna e gastronômica. Muitas opções turísticas. Curti a praia também, é uma experiência legal pegar praia em outras culturas, vale a pena.

    Minha Sugestão vc pode fazer uma boa viagem com 5 dias Madri (1 na volta), 3 dias Andaluzia (Sevilla e Granada) e 5 dias em Barça.

    Quando se está num país único, muito do que se visita numa cidade elimina na outra, chega um momento que todos os santos e Picassos são os mesmos, nosso HD não armazena mais, e a paciência não é a mesma na segunda seman de viagem.

    Aproveite a férias, coma bem, beba um bons vinhos, durma, sim dormir ajuda muito no prazer de viajar. Veja e observe o povo na rua e relaxe, a Europa e a Espanha, estarão lá por muitos anos ainda. Não pire em ver tudo ou ter que ver tudo, deixe fluir.

    E claro depois nos traga vários post.

    Boa sorte e espero ter ajudado.

  • Oi Carla!
    Tem tanta gente falando do calor da Andaluzia, que eu acho que vou fugir mesmo. Não gosto de calorão, ainda mais se tiver que ficar caminhando muito. Já não chega o calor que passo aqui em Santos… Normalmente fujo para lugares mais frios para poder colocar meus casacões que adoram e só mofam aqui no guarda-roupa.
    Noto que é todo mundo apaixonado por Barcelona. Alguns amigos falam inclusive que Madri não tem nada para fazer, os que não gostam de museus, claro. Eu gosto, mas mais de antiguidades do que de artes, modernas um pouco menos ainda. Mas acho que tenho que visitar até para emitir minha opinião. Deixei vários dias em Madri por causa do entorno, várias cidadezinhas para visitar durante o dia (adoro passear em ruelinhas antigas, como Bruges ou mesmo Colonia del Sacramento). Com a vantagem de cenar em Madri! Acho que é uma das melhores partes da cidade, ver o agito à noite.
    Bjos

  • Acho ótima essa idéia de fazer um pit-stop em Ávila de uma viagem Salamanca-Madrid…. o problema é que vc terá um gasto adicional de hospedagem né? (1 diária em Madrid para sua mala e uma diária em Salamanca pra vc)

    Quanto ao comentário da Carmen dos preços do AVE na Espanha, isso é verdade… é bem caro… mas se comprar a tarifa WEB fica bem mais aceitável o preço (por exemplo, Madrid-Valência sai uns 80€ o trecho mas na tarifa WEB sai por 32€!)

  • Legal Carol, vá mais slow e aproveite bem as 2 cidades e tudo o que tem ao redor.
    Andaluzia no inverno vai ser melhor mesmo, se olhar meu post sobre Córdoba vai ver que eu reclamo d+ do calor, insuportável mesmo!
    Em BCN (minha xodó) não deixe de visitar o Porto Olimpico, a Barceloneta, o Poble Espanhol (tem lojinhas de artesanato e design maravilhosas lá dentro, além do local em si). Veja o pôr do sol do alto da escadaria do Palácio Nacional e suba até Montjuic. Imperdível tb a Caixa Fórum, com exposições gratuitas. E tudo que é do GAUDI vale a pena visitar, o cara era um gênio mesmo.
    A praia de Sitges fica ao lado, não achei muito excepcional, mas vale a pena, pois verão e praia sempre combina!
    Boa trip, depois nos conte!

  • Eu não conheço Valencia, mas meu pai esteve lá no final de 2010 e gostou muito. Agora há trens rápidos – e caros – de Madri para lá.
    Quando for comprar os bilhetes da Renfe pela net, encha-se de paciência. É um saco! O único cartão de crédito com o qual consegui comprar passagens pra viagem do meu pai foi o Diners. Os outros cartões, eles não dizem que não aceitam, mas na prática, emperra…
    Já estive na Andaluzia no calor. É infernal!
    Meu pai esteve lá em pleno inverno e achou o clima bom.
    Ronda e Sitges valem a pena.
    Barcelona é tudo de bom, mas é mesmo caro.
    Já tem onde ficar em Madri? Eu fico sempre no Hostal Sonsoles. Dê uma olhada na net. Eles não estão nos sites de reservas.Localização boa, quarto limpos e de bom tamanho, internet free.
    Acho que é isso!

  • Simone, José Luiz e Patrícia,
    Muito obrigada pelos pitacos. Acho que vou ficar mesmo com meu último roteiro, como a Patricia ressaltou com mais calma.
    Cada vez que ouço falar de Sevilha e Granada acho que elas merecem mais tempo também. E pretendo voltar em breve para a Espanha. Talvez só Valencia, numa esticadinha, tiro algum tempinho de Madri que é quase certo que voltarei um dia. José Luiz, gostei desta mini-Ibiza, vou pesquisar. E por isso que estou com pressa para definir o roteiro, sei que a Renfe tem alguns bons descontos com antecedência.
    Bjos

  • Carol, que delicia!! Olha, eu sou super suspeita para falar, mas já que vc pediu pitacos… Eu sou apaixonada por Barcelona, acho melhor que Madri. Mas Madri tem os museus maravilhosos, se vc estiver a fim de algo nessa linha. Em Barcelona, não deixe de ir ao Parc Güell, todo idealizado por Gaudí – era para ser um condomínio de casas, hoje é um passeio delicioso – toda vez que vou a Barcelona tenho que ir ao parque! Em Madrid, eu passei 5 dias em 2008 e deu para ver os museus, fazer um bate-volta a Sevilla, e ainda flanar bastante pela cidade. Eu evitaria a Andaluzia no verão, pois é quente de verdade. Assim como muito frio, acho que muito calor atrapalha a viagem. Se vc resolver ir à Granada, não deixe de ir à Alhambra – dá para ficar horas por lá. E veja que existem umas visitas com hora marcada a alguns locais mais restritos da Alhambra, que valem a pena. Boa viagem!!!

  • Ana Catarina

    Não deixe de ir à Sevilha, que é linda. Pena não poder colocar Salamanca, outra gracinha!!! É mesmo difícil escolher, pois tem tanta coisa bacana!!! Boa viagem!

  • Carina!! Ronda é muito linda, o que são aqueles precipícios? Que espetáculo… Acho que a Andaluzia precisa de uma viagem exclusiva!! Bjo

  • Ah, e tenta definir seu roteiro com um pouco de antecedência para comprar os bilhetes de trem pela internet já que a Renfe dá descontos de até 60% para quem compra com bastante antecedência pela WEB!

  • Madri é show de bola e bem + barata que Barcelona. Para conhecer o mínimo da cidade sem correrias, o melhor é deixar 3 dias só para ela. As escapadas são deliciosas, Dá para focar nas cidades patrimônio da humanidade ao redor. Barcelona é legal e tal mas é bem + cara. O Museu Dalí em Figueres é daqueles que se pode dizer: must do, Montserrat é um espetáculo.
    O verão na ESpanha promete, ontem peguei 32 graus em Salamanca, assim se prepara para uma possível sauna na Andaluzia.
    Eu sinceramente faria Madrid e Barcelona bem, curtindo pra caramba, e deixaria a Andaluzia para outra viagem.
    Desde Madrid, outra escapada legal é o Escorial, Cuenca (aqui quem sabe seria melhor dormir), ou fazer Salamanca e Avila e dormir numa das duas.
    Eu tenho uma série sobre Valencia, se vc quiser dar uma olhada, e qualquer coisa é só dar um toque!beijos

  • Olha, sem dúvida esse roteiro é bom pra uma viagem mais slow…

    Nesse seu roteiro, eu faria assim:

    1 dia para Segóvia (tente ir tb ao Palácio de San Ildefonso)
    1 dia para Toledo
    1 dia para Ávila
    1 dia para El Escorial
    3 dias para Madrid

    Eu acredito que Ávila e El Escorial dê para conhecer em menos tempo e assim daria ainda para aproveitar uma parte do dia em Madrid.

    Eu não faria bate-volta a Salamanca pois o tempo de viagem é alto… mas se vc não se importar com isso, dá até para fazer bate-volta de Madrid para Valência com AVE que demora quase 1h a menos por trecho comparado a Salamanca.

    Já 6 dias para Barcelona talvez seja muito… eu ainda acho que Valência poderia entrar na sua lista já que ela fica quase no caminho entre Madrid-Barcelona… poderia ficar hospedada pelo menos 1 dia em Valência ou então fazer um pit-stop entre as 2 cidades caso não queira se preocupar com hospedagem.

    Para Barcelona, eu iria em Montserrat e em Sitges (a mini-ibiza) já que é verão… Figueres "só" tem o Museu Dali e Girona só sei que é a cidade base dos voos baratos da Ryanair para Barcelona… hahaha

    Bom, é isso!

    Bjs!

  • Espanha é grandinha, mas 2 semanas é um bom tempo. Bom, meus pitacos: é muito provável que vc goste bem + de Barcelona do que Madri, então reserve + dias para lá (minha cidade preferida na Europa!). Se gosta de museus Madri arrasa: Prado, Thissen, Reina-sofia… pra mim os melhores da Europa em arte moderna!
    Sevilha é mto bonita tb, vale a pena, então eu sugeriria: desça em madri, segue para Barcelona e depois até Sevilha de trem, passando e parando em Valencia e em Granada!
    Explico: Valência acho q vale super a pena, por causa do complexo "Cidade das artes e da ciência", q parece maravilhoso. E Granada foi o lugar mais indicado e que impactou uma amiga minha q ficou 1 mês rodando lá pela Espanha, então deve ser mesmo legal.
    Espanha é toda linda e cheia de atrações, qualquer roteiro e vc estará bem servida por lá! (bate-volta são legais, mas corridos, e em geral cidades pequenas. Se não tiver previsão de voltar tão cedo, vá nas cidades maiores e capitais, elas concentram mais atrações)
    Espero ter ajudado… 😉

  • Colocando mais dúvias na tua cabeça- de uma procurada por Ronda. Eu acho a cidade uma graça e indico muito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *